Nós queremos mais ‘Amizade Dolorida’ o mais rápido possível


Alguma vez você almejou assistir uma série de tv entre o intervalo de assistir outra alguma séries de tv? Quando você é atingindo pela paralisia da análise, dividido entre o empenho e a compulsão em encontrar o próximo item da sua lista interminável, são poucas séries que preenchem o tempo de forma adequada. 

Com sete episódios (todos em torno de 15 minutos), Amizade Dolorida é ideal para um transição. Ele segue aos melhores amigos Tiff (Zoe Levin) à qual trabalha à noite como dominatrix, e Pete (Brandon Scannell) que se torna seu assistente.

Tiff (Zoe Levin)

Mesmo com a premissa e a porta aberta para cultura BDSM, Amizade Dolorida não é abertamente sexual como sua sinopse propõe. Conhecemos sem muita profundidade alguns problemas e fetiches dos clientes da Tiff, que geralmente são encarados com muito humor e profissionalismo, subtraindo qualquer estigma de medo e tensão a qual um trabalho sexual deve causar.

A série tem sido criticada exatamente por encobrir as negociações cruciais de consentimento e limites das dominatrix, bem como pelo estereótipo de trabalhadoras do sexo sobrecarregadas pela bagagem emocional. Os clientes da Tiff demonstram interesses para “golden shower”, fazer cócegas e dar um soco na cara, que são padrão para a intro do BDSM e tocam no humor mais do que na seriedade (embora os personagem nos digam mais de uma vez que não se envergonham das práticas de fetiches não convencionais).

Amizade Dolorida nos mostra que o trabalho de domme dá a Tiff e Pete a coragem de serem mais ousadas em outras partes de suas vidas. Para Pete, em particular, isso significa ser mais sexualmente e romanticamente aventureiro e, finalmente ativar o lado do seu personagem “Carter” no palco para realizar sua comédia stand-up, o que torna sua apresentação desconfortável é autêntica.

O arco de Tiff é um pouco mais clichê, com ela se escondendo atrás de armaduras no trabalho, na faculdade, é muitas vezes com Pete. O roteirista e diretor Rightor Doyle pode ter se sentido obrigado a incluir um enredo de #MeToo adjacente em um programa sobre uma dominatrix, mas surpreendentemente não aparece na vida profissional de Tiff. Em vez disso, ela acaba defendendo a experiência de outra mulher, mas a raiva, as instituições e o patriarcado de Tiff se sobressaem de forma sublime nas cena de Zoe Levin.

A composição clássica é animada do compositor Adam Crystal é a cinematografia rosada de Nate Hurtsellers lembram programas como Lovesick e Sex Education, os quais são essencialmente para adicionar à sua fila depois de Amizade Dolorida como limpador de paladar.

Amizade Dolorida é leve, agradável e uma pouco mais, uma raridade nos dias de hoje, quando as comédias são hiper editadas e os dramas são sobrecarregados pela escuridão e pela tragédia. Com a sua segunda temporada ainda não definida pela plataforma de streaming Netflix, aguardamos ansiosamente e não nos surpreendemos caso não ocorra, não só por causa de críticas válidas, mas porque é tão atípico ter uma série tão curta e doce e singular em um meio mar de conteúdo.

A primeira temporada de Amizade Dolorida está disponível na Netflix.