Em comunicado oficial, a Warner Media anunciou o lançamento do seu serviço de streaming, o HBOMAX, “nos países de língua espanhola da América Latina e no Caribe.”

Assim, o Brasil, ficará de fora, num primeiro momento, do lançamento da plataforma.

O lançamento da HBOMax na região se dará pelo fato que WarnerMedia chegou a um acordo para comprar a participação minoritária da Ole Communications na HBO Ole Partners, uma joint venture entre a WarnerMedia e a Ole Communications.

Quando a transação for concluída, a WarnerMedia será proprietária de 100% de todos os serviços HBO, MAX, Cinemax e HBO Go na América Latina.

A estrutura acionária da HBO Brasil Partners, outra joint venture entre as empresas que opera a HBO no Brasil, não será afetada no momento, ou seja, a decisão de lançar a plataforma HBOMax precisará passar por essa outra empresa.

“Temos a opção de adquirir os negócios no Brasil, mas não faremos isso no momento. Como dissemos, o investimento direto adicional no Brasil não é atualmente atrativo para nós devido à incerteza regulatória existente no país. Apoiamos e continuamos otimistas quanto aos esforços em andamento para alterar a lei do SeAC de sorte a garantir que o setor de mídia tenha uma estrutura regulatória clara e previsível que promova o investimento e a inovação”. Afirma Gerhard Zeiler, Chief Revenue Officer da WarnerMedia e Presidente da WarnerMedia International Networks.

O executivo completa “A aquisição nos permitirá levar versões locais do nosso próximo serviço de streaming nos Estados Unidos, o HBO Max, para os consumidores dos países de língua espanhola da América Latina e no Caribe”.

A plataforma deve chegar em 2020 nos EUA, sem uma data de lançamento na América Latina, e no Brasil, anunciada.